sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

7. Dia Circuito Vale Europeu Palmeiras a Timbó-SC


Sétimo e último dia do Circuito Vale Europeu.
A chuva do dia anterior havia atrapalhado o roteiro. Neste último dia com chuva ou sol teria pedal de qualquer forma.
Depois do café da manhã, conseguimos sair no horário mais cedo de todo circuito, as 09:30 h,. O clima do alto da serra tinha uma neblina, que depois virou numa garoa. Bem, pela primeira vez coloquei um abrigo de chuva para pedalar. Lembro de quando comprei a 7 anos atrás, na Alpamayo,. A dona de lá, Maria Francisca (Chiquinha) me disse que também usava para pedalar. Todo protegido assim seguimos o circuito serra abaixo.
Algumas fotos na descida até chegar no Rio Milanês, um rio tipicamente de serra,. Nessa descida a demora do Alan e da Sirlene; a bicicleta dela tinha afrouxado o guidão da mesa, teve sorte de não cair.  Em seguida uma  parada na ponte de madeira coberta, para um lanche e refrescar um pouco, porque o abrigo de chuva é bom, mas abafa um tanto, se você não molha da chuva, molha de suor.
Nas fotos um cachorro simpático e sem vergonha, só esperando um pedaço de lanche. E seguimos descendo acompanhando o leito do rio. Neste trecho a margem direita de quem desce é feita na maioria pelos carros e a da esquerda é a opção de bicicleta, por ser tranquila. Uma virada a direita e cruza o rio segue a esquerda, a direita e a última subida ingreme do percurso, 2 km e 200 m de desnível em direção a Benedito Novo.
Chegando a Benedito Novo o trecho passa para o asfalto, paramos na frente da prefeitura, e mais uma vez  no horário de almoço. Sem carimbo então. Seguimos em  frente. E puxa, meu óculos de sol, ficou no ponto de ônibus em frente a prefeitura, caiu do capacete quando tirava tudo para ir a  lá pegar os carimbos. Ficou para trás. Mais a frente uma virada a esquerda para rodovia Rodeio-Timbó. Nesse ponto uma bicicletaria num prédio mal conservado e estamos na percurso final, com ciclovia próximo a um parque e asfalto, mas antes um registro dos 300 km faltando 1 km para chegar no bar e danceteria Thapyoka as 14:45 h,. Um registro filmado do trecho final, que é atravessar a bela ponte sobre o Rio Benedito. Lá fomos bem recepcionados pelo funcionário da casa da Associação Vale das Águas. Falou que poderíamos tomar um banho no bar voltando pela ponte, já que estávamos em poucas pessoas, uma excessão. Voltamos a associação para pegar o certificado de conclusão do percurso. Aquele chope do inicio do percurso há uma semana atrás, não seria possível porque o restaurante Thapyoka, só abriria as 16:30 h. Um registro com foto de todos certificados e "simbora".
E assim completamos o Circuito Vale Europeu, o único verdadeiro roteiro que começa e terminha no mesmo lugar sem passar pelo mesmo local duas vezes.
Na volta para Curitiba saímos pela BR 470 em direção a Navegantes que estava congestionada. Na altura do trevo para Pomerode sugeri seguirmos para lá, com ligação a Jaraguá do Sul, afim de lnos ivrarmos do congestionamento. Esse percurso é mais agradável,  até sairmos na BR 101 no sentido São Francisco do Sul. Mais a frente depois de Joinville uma parada no posto Rudnick para um café colonial digno de um bom passeio.
Os meu agradecimento a Andreia e ao Lucas que enfrentaram o percurso no carro de apoio, ás vezes na velocidade de bicicleta, que não é fácil. Ao Alan e a Sirlene que organizaram o passeio, com provisões para lugares que não teríamos opção, todas as informações, mapas e altimetria. E ao Linhares com toda a sua experiência de ciclista (ex-speed), que volta e meia sumia na nossa frente. E a mim que tava um pouco desacreditado por causa do período das chuvas em  janeiro e que teve toda sorte de aproveitar as férias nesse desafio.

FIM


Clique nos slides para visualizar as fotos.

Constatações do percurso:

01- Subida é ruim, difícil, as mais íngremes tem que empurrar, mas ruim mesmo é paralepípedo, e tem muita rua assim nas cidades do percurso.
02- Carimbo do passaporte em prefeitura é  difícil, porque está sujeito aos horários e finais de semana, que não tem como pegar.
03- Se existe um período ideal para pedalar sem chuva, não vai ver o espetáculo dos rios caudalosos, como foi esse janeiro/2010.
04-A organização do Circuito Vale Europeu é de grande profissionalismo e os organizadores contam com serviços do SEBRAE sobre turismo.
05-Alguns comentários da internet falaram das dificuldades em Palmeiras por causa da pousada. Eu tenho uma opinião pessoal. Por ser o último ponto de parada do percurso, as pessoas não vêem a hora de terminar, assim o ânimo não é o mesmo do ínicio, ainda mais depois de ficar numa bela casa em Alto dos Cedros, e assim fica a impressão que não deveria ser tão ruim. É claro que quando a pousada está cheia de viajantes não é fácil, mas todo lugar cheio é ruim, que não foi o nosso caso. Lá fomos bem atendidos e não há do que reclamar. Sei que o dono do restaurante não quer mais fazer parte do roteiro, e acredito que não há outra opção.
06- Festa alemã em Pomerode a partir da 2. quinzena de janeiro, vale muito. Mas os hotéis e pousadas ficam lotados e o preço dobra.
07- Comi muito pão com linguiça mista nos cafés da manhã.
08- Nas descidas tem atrações e pode-se passar desapercebida.
09- Mochila de hitradação faz muita diferença durante tantos dias.
10- Um veículo de apoio ajuda muito, porque bagagens na bicicleta devem pesar bastante e não levam tudo.
11- Abrir mão da câmera fotográfica, quando a subida é difícil ou está chovendo pode perder uma foto interessante. 
12- O percurso do 3. dia é mais curto por causa das atrações locais  de Rodeio-SC, mas dormir na Fazenda Campo do Zinco próximo a cachoeira é uma atração a parte. 
13- A bicicleta não é mais a mesma e na volta precisa de revisão. 
14- O total do percurso são 291 km conforme as planilhas, mas como eu não parava ao chegar nos destinos, e o desvio para cachoeira do Zinco aumenta o percurso, rodei um pouco mais e apesar do transfer em Alto dos Cedros fizemos 301 km.
14- Escrever é um exercício que não se deve abandonar, volta e meia acho alguns erros que corrijo, mas sempre aparecem (nascem) novos, e se o leitor estranhar algo ou tiver alguma dúvida, porque está um tanto resumido, mande um email no blog do dia. 

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...