sábado, 14 de agosto de 2010

O Dia em que Bebi Vinho com o Zeca Baleiro


 Zeca Baleiro, show Concerto no teatro Guaíra

Meu conhecimento sobre o artista Zeca Baleiro se deu a partir das músicas Samba do Aproach e Heavy Metal do Senhor. Essas duas músicas de cara traduzem o Zeca, um artista que viaja pelos diversos estilos. Assim comprei o disco Perfil Zeca Baleiro com a coletânea das preferidas, depois ganhei uma cópia da amiga Anita do disco Por Onde Andará Stephen Fry.

Tinha também o interesse por causa do violão, onde gosto de tocar Telegrama, Lenha, Heavy Metal do Senhor e Quase Nada, essa última música da nossa conterrânea curitibana, poetisa e professora Alice Ruiz.

O Zeca Baleiro algumas vezes vem a Curitiba, mas eu só consegui ver um show em outra cidade, Toledo-PR  quando passei um final de semana a serviço. Depois disso sempre teve uma impossibilidade.
Nesse dia 14 de Agosto de 2010, eu teria o mesmo problema pois faria uma cirurgia do pé bem na semana do  show "Concerto". Mesmo assim eu resolvi comprar o ingresso e iria nem se fosse mancando, contanto com a ajuda da minha querida Dore, que topou na hora, quando falei de comprar os ingressos na platéia.
E nem teve a cirurgia, por sorte do tipo ainda bem. E nós fomos ao show no sábado mais frio do inverno curitibano.
O show no teatro Guaíra, foi o show. O Baleiro tocou as músicas, como ele disse,algumas de afeto,  músicas que ele guardou na memória, como Chuva de Gilson e Joran, Autonomia do Cartola, Tem Francesa no Morro de Assis Valente, Eu não matei Joana Darc do Marcelo Nova e novas como a engraçadíssima Armário do Zeca, todas no disco Concerto.
Numa altura do show o Zeca fez um comentário sobre as músicas que tem frase estranhas, mas que estão lá por causa da musicalidade. Muitas são estranhas como "fez a via-láctea, fez os dinossauros" do Djavan,  "a minha estrada corre pro seu mar" com Marisa Monte e outras. Então ele pediu para o público falar algumas, mas teria que ser de gente boa, sem valer as  sertanejas e pagodes. E foi saindo "eu vou subir a escada para elevar a dor" da Ana Carolina, "segredos de liquidificador" do Cazuza. E  várias, até que soltei  uma " ficar entre seus rins" da banda de rock Ira!, que foi muito aplaudida.
E o show seguiu até o resultado da enquete. E não é que eu ganhei uma taça de vinho brindada com o Zeca Baleiro, junto ao palco do teatro Guaíra. É a música "Entre de Seus Rins do Ira!" que é muito ruim e olha que eu gosto muito da banda, mas parei de comprar os discos por causa dessa música, ainda bem que eu ganhei o disco acústico e a banda acabou.
Esse blog estaria um pouco fora, se não fosse a aventura de ir num show em meio a tantas situações, e não poderia deixar de comentar "o dia em que bebi vinho com o Zeca Baleiro".


Um comentário:

... disse...

Sua descrição do show ficou perfeita... e a foto então, nem se fala!!!
Vai ficar na memória p sempre hein Maumau?!?! Parabéns...
Um pedacinho do que citou em seu texto já foi postado no youtube...
http://www.youtube.com/watch?v=gauPHjvzBIE
Abraço...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...