domingo, 20 de março de 2011

Férias - A Vida é Boa Lá no Caribe - Curaçao 2011

Willemstad - Vista para Punda em Curaçao


Eu nunca planejei ir para o Caribe. Sempre tive outros lugares primeiro, como países da Europa. Mas um convite da Ju em Novembro de 2010 para uma viagem de férias em 2011 criou essa inesperada rota.

Esse blog são dos 04 amigos Juliana, Fernando, Ligia e Maumau.

Bem, dia 12 de Março de 2011 saímos Curitiba para Brasília e para Curaçao,no  Caribe,  pela Gol Linhas Aéreas. Depois de 05 horas estávamos aterrisando no aeroporto Hato Westpund na ilha de Curaçao no ABC do Caribe.

Dia 12/03 - Aeroporto e Hotel



Chegamos em torno das 21 horas no hotel Hilton, em Piscadera. Nos acomodamos e quando vimos a hora do jantar já havia acabado, o jeito foi pedir umas pizzas e dormir porque já era tarde da noite.

Dia 13/03 - Chuva e passeio para o Willemstad



Depois do café a 07:30 h, alugamos um carro no hotel, um 4x4 Terios, por um dia no valor de $80,00, iríamos atrás de outra locadora mais em conta no dia. Depois de um planejamento para a semana, como o tempo pela manhã não estava para praia o jeito foi sair para dar uma volta no que é o centro de Curaçao, a cidade de Willemstad, primeiro na margem do canal conhecido por Punda onde fomos no mercado São Pedro, pertencente a um português que deu algumas dicas sobre a ilha. Depois retornamos para Otrobanda que é claro o outro lado do canal, mas errando a saindo da ponte e isso se repetirá outras vezes. Lá também tem a famosa arquitetura em várias cores. No almoço a opção no restaurante Gouverneuer, que foi a dica do Ricardo (Bahia). Porém a sugestão dele era para o jantar, no almoço optamos pelo Beef Tederloin a la oriental (em tiras). Acompanhado de um espumante italiano pelo aniversário do Maumau, que escreve o blog. Depois de uma volta no casario próximo e visita ao Museu Kura Hulanda. Esse museu conta a história dos escravos da ilha.
Saindo de lá fomos para o hotel deixar as compras e sair para o aeroporto a procura de uma locadora mais em conta, mas lá não havia mais carros. Encontramos outras locadoras fora do aeroporto seguindo a estrada de acesso ao aeroporto. Ficamos de retornar no dia seguinte para aluga um carro em torno de $40 dólares.
Na volta para o hotel um banho para sair para o jantar. Detalhe os restaurantes fecham as 22 horas e tínhamos pouco tempo. Como todos estavam cansados acabamos adiando e fomos dormir bem cedo, 21 horas.

Dia 14/03 Praia do hotel, comprar Seaquarium, novo carro (sorte), praias públicas.

Playa Forti

Pela manhã ainda sem café, eu e o Fernando saímos as 07 horas para a locadora, chegando lá ainda estava fechada. Então fomos para o supermercado próximo ao trevo do aeroporto, também fechado, afinal tudo começa as 08 horas.
Compras no mercado para levar para praia e fomos a locadora ABI Car Rental na estrada passando o Aeroporto. Pelo valor de US$ 42,00 a opção era o carro Picanto, resolvemos ficar por 05 dias. Na hora de sair ele estava um pouco sujo mas não nos importamos, foi quando chegou outra atendente que resolveu lavá-lo por fora. Para nossa surpresa quando saiu do lugar deixou um rastro de óleo, que indicava vazamento. Pegamos outro pelo mesmo valor, o modelo Rio, um pouco melhor que o primeiro.
Já no hotel entregamos o 4x4, tomamos o café e fomos conhecer a praia local até decidir para onde ir.

No começo da tarde carregamos o carro e fomos para praia de Grote Kenepa (Karepa segundo o Fernando) no caminho parada para fotos em algumas praias e seguimos. Com ajuda do GPS de mão que eu levei fomos encontrando o caminho. Ficamos por um período, porque o tempo estava para chuva. De lá seguimos para praia Grote Kalki onde embaixo de chuva fomos para o restaurante do Kura Hulanda Lodge. Um lugar bem bacana e com atendimento muito atencioso de um senhor. Fomos atendidos com uma simpatia sem igual em vários lugares, a excessão vai ficar para quinta-feira.
Volta para o hotel e jantar a base de lagosta em Otrobanda, no La Bahia, que foi um a informação no hotel. A noite estava boa, o atendimento muito confuso. e ficamos próximo ao canal onde volta meia um transatlântico era rebocado.
Comer lagosta é um ritual também porque tem que quebrar a garra procura carne, não é para se empanturrar.

Dia 15/03 Passeio de barco tipo submarino, Cascabay, por do sol no hotel

Fortificação em Cascabay




Nesse dia pela manhã resolvemos andar de barco no estilo submarino que é o passeio de ida na parte de baixo do barco que possui janelas para ver o fundo do mar. A região não é muito rica em diversidade, deixa a desejar para ilha de Fernando de Noronha. Esse passeio para quem enjoa não é recomendável, admiração pela coragem de quem não aguenta.
Almoço com lanche no hotel e a tarde fomos para o sudoeste da ilha que é o lado contrário de onde fomos nos primeiros dias, a praia de Cascabay. A Ligia ficou no hotel. No acesso a Cascabay pode se ver da estrada no alto a baía onde tem muitos veleiro e o lugar é usado para windsurf. A praia de Cascabay é pública e tem o atrativo de uma fortificação holandesa que está abandonada, não é de visita oficial. Uma volta no bairro Jahn Thief que tem casas muito bacana.
Fim de tarde na piscina do hotel tiramos algumas fotos e filmes mergulhando.
A noite um jantar em Punda no restaurante italiano. No cardápio massa e charuto cubano conhecido por "Puro".

Dia 16/03 Praia particular Casabao, compras em Punda.




Neste dia ficamos até o começo da tarde ma praia particular de Casabao que foi a dica de uns brasileiros que conhecemos no hotel. A tarde fomos para Punda para compras, a noite fomos conhecer a badalação Mambo Beach ao lado do Seaquarium, que custamos para achar a entrada, chegamos tarde para jantar, 21 horas, o que nos rendeu a meio prato para cada um que era o que a cozinha ainda tinha. O atendimento com garçonetes holandesas que é a parte do povo da ilha que não se compara aos nativos em termos de simpatia, a frieza européia na ilha. Após o jantar a base de peixe, vimos que o melhor estava no condomínio ao lado, Cabanas Beach, com um show de palco de cover com cantores locais, cantando os diversos sucessos acompanhados de um pianista eclético, um pouco de salsa e merenguê. Esse lado sim é o recomendável para quem for lá na quarta-feira. No Mambo Beach só rola hip-hop, muito parado para o principal da noite.

Dia 17/03 Praia de Portomari, Seaquarium

Playa Portomari

Dolphin Swim no Seaquarium


Praia particular de Portomari pela manhã até o começo da tarde com muitas fotos de mergulhos e saltos de uma plataforma flutuante. A tarde a grande atração esperada, principalmente pela Juliana, que desde a reserva dessa viagem não via a hora, o Dolphin Swimm, que é nadar junto dos golfinhos no Seaquarium, acompanhada do Fernando. Muitas fotos dessa parte. Haveria muita atração no decorrer da tarde mas o cansaço, o sol forte, cortamos alguns passeios. Retorno para o hotel e saída para uma pizza no restaurante italiano de Punda.

Dia 18/03 Praia de Mambo Beach e azar em Otrobanda

Mambo Beach




O dia não começou bem já na escolha da praia de Mambo Beach. A mais cara do passeio US$ 6,00 de entrada, mais US$ 3,00 por espreguiçadeira e não pode levar a bolsa térmica. Quer dizer levamos mesmo assim, já estava na mão, mas foi uma sessão de disfarce para guardá-la. A praia é cercada por um muro de pedra para separar da parte navegável e que é mais agitada. Tiramos fotos na plataforma flutuante com vários saltos. Voltamos a praia e tinha algumas européias fazendo topless na plataforma que estávamos, que rendeu fotos. Depois do almoço fomos para Otrobanda ver as lojas desse lado. Primeiro umas fotos na entrada do Rif Fort que é a fortificação desse lado. Nessa parte uma infortúnio. Quando tirei foto da Ju na entrada ao devolver a máquina deixei cair, achando que ela tinha pego. A pegá-la do chão havia um informação "recovery Files" depois conferiu-se a última foto que estava lá. Novamente fiz a foto na entrada quando a máquina acusou "erros system" e todas as fotos sumiram. Não precisa dizer que esse situação quebrou o clima, infelizmente. Depois caminhamos pela ponte móvel até Punda para comparas do passeio mas de fato nem para isso havia clima.
A noite jantamos no hotel numa buffet perto da piscina que era o melhor a ser feito e também a melhor opção de um dia azarado.

Dia 19/03 Uma volta em Otrobanda e Punda Retorno ao Brasil






Dias antes pedimos mais um dia de locação do carro e aproveitamos o sábado para uma volta em Otrobanda e Punda para compras. Fechamos o hotel e colocamos a bagagem numa sala especial, se quiséssemos poderíamos ter aproveitado a praia que era possível um banho na área da academia do mesmo. E finalmente consegui comprar aquele óculos e faltou um relógio melhor e mais em conta. Da minha parte aproveitei mais o passeio que comprar, porque os preço são equivalentes ao Brasil, uma ou outra coisa se vê vantagem.

E assim encerrou as férias no Caribe, que tenho muita a agradecer a Ju pela idéia, pela companhia do surfista Fernando que foi a grata surpresa pela presença de espírito e pela Ligia que não tem o mesmo ritmo mas é uma viajante em tanto e não perde a oportunidade de conhecer lugares mesmo que desafiadores para ela.





Veja aqui todas as fotos da viagem.

ps 00. o site do Ricardo Freire sobre viagens contribuiu para essa viagem com muitas dicas.
ps 01. Curaçao é uma das ilhas do ABC caribenho que compreende Aruba, Bonaire e Curaçao,
ps 02. Em Curaçao fala-se Papiamento que mistura o espanhol com o holandês. Derrepente você tenta o português, passa para o inglês e saí com o espanhol.
ps 03. Alugar um carro é uma boa e pode ser feito mais em conta na estrada passando a entrada do aeroporto.
ps 04. apesar do mês de Março chove de vez em quando.
ps 05. "A Vida é Boa lá no Caribe" vem desse YouTube achado pela Ju. 
ps 06. Até o momento não sei se as fotos da Ju foram recuperadas pela derrubada da câmera no chão.
ps 07. O retorno para Curitiba conexão em Brasília é muito sacrificante porque você sai as 21 horas de Curaçao e chega as 5 horas da manhã em Brasília, e pega o vôo para Curitiba as 18:40 horas. 
ps 08. O GPS Garmin de mão foi de uma utilidade guiando pelas estradas em busca da melhor praia.
ps 09. Se você alugar um carro por lá, fique atendo ao devolver, porque o valor do seguro é retornado em Florins e você terá que trocar no câmbio do aeroporto, se preocupe com o horário.
ps 10. Apesar da queda da câmera da Ju, segundo ela as fotos foram recuperadas,
ps 11. Demais fotos do Fernando e da Juliana.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...